Buscar:   meu ip é  54.224.121.67      saiba mais

  Indique para um amigo

 

Pai do jiu-jitsu brasileiro, HĂ©lio Gracie morre aos 95 anos

Pai do jiu-jitsu brasileiro, Hélio Gracie morre aos 95 anos

Hélio Gracie morreu aos 95 anos, em Itaipava, no Rio de Janeiro


O paraense Hélio Gracie, considerado um dos pais do estilo brasileiro de lutar jiu-jitsu, morreu nesta quinta-feira, aos 95 anos, em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro.

A causa da morte não foi divulgada.

Nascido em Belém-PA, Gracie desenvolveu uma técnica baseada na alavanca, proporcionando assim que lutadores mais fracos fisicamente pudessem combater adversários mais fortes em condições menos desfavoráveis.

O enterro será realizado hoje, às 17h, no cemitério municipal de Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Popularização

O jiu-jitsu brasileiro, aperfeiçoamento da modalidade que teve Hélio como um dos principais responsáveis, ganhou grande popularidade no mundo graças ao UFC (Ultimate Fighting Championship), competição idealizada na década de 90 por Rorion Gracie, um dos filhos de Hélio.

O evento de vale-tudo serviu como vitrine desse esporte nos EUA.

Origem

O japonês Mitsuyo Maeda trouxe o jiu-jitsu para o Brasil em 1914. Ele desembarcou no Pará, onde recebeu ajuda de Gastão Gracie para se estabelecer.

Maeda ensinou a Carlos Gracie as técnicas do combate. Carlos, por sua vez, ensinou a arte a seus irmãos, quando a família já havia se mudado para o Rio de Janeiro.

Um dos irmãos, Hélio, porém, devido a problemas de saúde e ao corpo franzino, não podia praticar a lutas e apenas acompanhava as aulas.

De tanto observar, Hélio tornou-se perito na teoria e nas técnicas. Quando finalmente foi para o tatame, Hélio aprimorou a parte de solo tradicional, através do uso do dispositivo de alavanca, o que lhe dava a força extra que não possuía. Assim, criou assim o ”Brazilian Jiu-Jitsu”.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/

YRS


Voltar



  • Publicidade
© 2008 News Datahouse Datahouse
home |contato